Saiu o trailer do novo Lars Von Trier, o filme do serial killer.

E o legal é que, pelo trailer, parece um filme engraçadão. The House That Jack Built é um terror sobre um serial killer bem do mal, vivido pelo meu ídolo Matt Dillon. E no elenco ainda tem a Uma Thurman e a musa das musas, Riley Keough. E teve um momento do trailer que eu... Continue Reading →

Anúncios

As lindas (e uns lindos) do tapete vermelho do Met Gala 2018.

Mais uma vez teve o famosão (oi?) Met Gala onde o povo da muóda, personalidades, atrizes e atores de tv e cinema se montam muito. O tema desse ano é a influência da igreja católica na moda e teve um povo que super levou ao pé da letra.

Cannes 2017 – Primeiro tapete vermelho

Hoje começou o Festival de Cannes 2017 e depois da estreia para a imprensa do documentário dirigido pela atriz inglesa Vanessa Redgrave sobre os refugiados na Europa, a noite lá teve o primeiro tapete vermelho com a estreia hour concours do filme Ismael's Ghosts de um dos meus preferidos Arnaud Desplechin, com o elenco dos sonhos,... Continue Reading →

Astros e seus dublês.

Cada vez mais hoje em dia astros de filmões não podem fazer cenas perigosas. As seguradoras não deixam e pronto. Diretor não manda nada, quem manda é produtor, dono de dinheiro e seguradora. A gente sabe disso e uma declaração do Fernando Meirell2es outro dia sobre o José Padilha estar arrependido de ter entrado no... Continue Reading →

OS PRODUTORES (post vintage)

Nada como começar o ano dando risada no cinema. E muita risada. Fui assistir, numa tarde de segunda feira quase feriado, Os Produtores, refilmagem do hilariante Primavera Para Hitler, de Mel Brooks, de com uma das melhores duplas de filmes de todos os tempos, Zero Mostel e Gene Wilder. Mel Brooks, o gênio, refez seu... Continue Reading →

KILL BILL (post vintage)

Pra deixar as coisas bem claras de início: eu não sou um fã do Tarantino. Sei que vão me matar, porque sempre que eu digo isso pros meus amigos ouço coisas do tipo “como assim, você é a cara dele, cheio das mesmas popices e referências absurdas”; dizem isso quando os mais ardorosos não me... Continue Reading →

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑