Vilões de filmes como foram idealizados originalmente.

( Projeto muito legal do artista e cineasta americano Brian J. Davis onde ele usa softwares usados pela polícia americana para a criação de esquetes de pessoas procuradas por crimes.

Davis usou esses softwares com as descrições encontradas nos livros onde vilões de filmes foram criados.

O resultado é o máximo.

ANNIE WILKES – (MISERY) – LOUCA ABSESSÃO

CARRIE WHITE – CARRIE, A ESTRANHA

CLARICE STARLING – O SILÊNCIO DOS INOCENTES (tá, ela não é vilã mas deixemos passar)

DRACULA –  DRACULA DE BRAM STOKER

Continuar a ler

Halloween em gifs.

A dupla de designers canadenses Simon Lagneau e Rogé Rogé criou gifs de monstros da cultura pop em comemoração ao halloween desse ano.
Terror divertido é sempre melhor.

a mumia Ash beetlejuice carrie chukie Darkness dracula Edward Scissorhands frankenstein freddy iluminado Jack Skellington Jason Voorhees Jigsaw lecter Michael Myers monstro do pântano pinhead Primo Itt Regan Samara scream Slimer Stripe teenwolf The Wicked Witch of the West

Se o Woody Allen tivesse dirigido o remake “Carrie”.

Talvez o filme fosse bom.
Ou com certeza o filme seria bom. Porque como digo, o pior filme do Woody Allen é melhor do que a grande maioria do cinema de Hollywood.
Esse post é porque eu semana passada assisti num dia o remake de “Carrie, a Estranha” e no dia seguinte assisti o novo Woody Allen, “Blue Jasmine”.
Primeiro o remake: um lixo. Talvez o pior de todos os remakes, que geralmente já são ruins.
O filme é estrelado por Juliane Moore e pela também ótima Chloe Grace Moretz.
Garantia de um mínimo de qualidade, né?
p-carrie
Acontece que a diretora do filme é tão ruim, tão incompetente, tão fraca, tão sem personalidade que conseguiu estragar 2 das grandes atrizes americanas, fazendo com que seus personagens fossem caricaturas rasteiras de nem sei o quê.
Como disse um amigo meu, o problema do remake de “Carrie” é o Brian De Palma e a Sissy Spacek.
E adiciono aí a tal da diretora que deveria continuar fazendo o lixo do “The L Word” que ela dirigia. Ah, acabou, né, por que será?
Bom, todo mundo conhece a história de “Carrie”, a menina estranha e freak da escola que é enganada e levada ao baile de formatura pelo bonitão e no fim se fode e com seus poderes paranormais mata quem aparece pela frente dela.
Não é muito difícil fazer um filme bom dessa história. Mas a diretora preferiu criar um pastiche de menina estranha, filha de uma mulher também estranha, cheias de cacoetes.
Triste.
blue-jasmine
Daí no dia seguinte eu fui ver o filme do Woody, “Blue Jasmine”. Enquanto via o show que a Cate Blanchet dá como uma mulher estranha e meio doida dá durante o filme, só fiquei pensando no que um diretor de ator bom como Allen faria no remake de “Carrie” com um elenco daqueles.
Como disse dos filmes ruins do Allen serem melhores que quase tudo americano, esse novo, sua volta a filmar nos EUA, agora em São Francisco, é um ótimo filme, acima da média.
Conta a história de Jasmine que é uma pé rapada que acaba conseguindo um casamento com um ricaço e vive nas altas rodas de NY até que ele é preso por picaretagens e eles perdem todo o dinheiro.
Ela vai morar com a irmã pobretona e cafona em São Francisco e usando seus casacos Channel trabalha na recepção de um dentista que tenta agarrá-la enquanto ela tenta voltar à boa vida.
O filme tem um puta elenco e Allen faz o que quer com todo mundo, criando personagens profundos e absolutamente críveis apesar de toda doideira de cada um deles.
Mas afinal, quem não é doido?

O novo “Carrie” já chega chegando.

O tão aguardado remake de “Carrie, A Estranha” estreia semana que vem nos EUA.
carrie
Nele, a fodona Julianne Moore é a mãe da menina com poderes que agora é interpretada pela também fodona Chloe Grace Moretz.

Tô só querendo ver pra achar a mala da Sissy Spacek escondida tentando aparecer no filme.
Bom, além do trailer ser bem legal com a Julianne detonando, fizeram uma ação animal do filme numa cafeteria americana, tipo pegadinha do mal, das que a gente gosta.
Ah, que falta faz um terror do Stephen King nos dias de hoje.
Bem vinda de volta, Carrie.
Clica aí pra ver: