40/365 SUBURBICON: BEM-VINDOS AO PARAÍSO

Essa semana eu vi uma entrevista de uma atriz que disse que um milagre aconteceu em Hollywood ultimamente, que foi o George Clooney se casar. A partir disso eu comecei a rezar para os Deuses do Cinema pedindo por outro milagre: que o George Clooney pare de dirigir filmes. Suburbicon é inacreditavelmente uma das maiores... Continue Reading →

Anúncios

39/365 TRAMA FANTASMA

https://open.spotify.com/album/5WyVg6gJ9kCPkZs4zhIrDz?si=CH1oLA6yS6qVCpIwB8SGVA Paul Thomas Anderson é na minha estúpida opinião, o grande diretor de cinema em atividade. O diretor de Magnolia, um dos top 5 da minha vida, só faz filme pelo menos maravilhoso. E à medida que o tempo passa, sua "carpintaria fílmica e cinematográfica", seu dom como diretor, sua percepção, tudo vai melhorando e... Continue Reading →

38/365 O FORMIDÁVEL

O Formidável, apesar de todas as críticas positivas que eu havia lido, era um filme que eu queria ver mas com um pé bem atrás. Por puro preconceito besta mesmo, porque o filme é do diretor de O Artista, Michel Hazanavicius e quanto mais o tempo passa, mas eu me esqueço daquele filme, apesar (ou por... Continue Reading →

37/365 THE CLOVERFIELD PARADOX

Um paradoxo é uma afirmação aparentemente verdadeira que leva à uma contradição lógica. Por exemplo, "essa porcaria de filme é muito bom" ou "esse roteiro tosco funcionou perfeitamente". No caso deste Cloverfield não existe nenhum paradoxo: essa porcaria de filme é SIM uma porcaria; esse roteiro tosco é SIM muito tosco. O filme é o... Continue Reading →

35/365 HELLRAISER: JUDGMENT

Uma das minhas felicidades cinemáticas é quando lançam um filme novo do Hellraiser, a minha franquia de terror preferida. Mas nos últimos anos essa felicidade termina lá pelos 20 minutos dos filmes lançados. E esse Hellraiser: Judgment, infelizmente, não foi excessão à regra. Apesar de rever Pinhead, o meu maior crush do cinema e líder... Continue Reading →

34/365 PEQUENA GRANDE VIDA

Eu tinha jurado pra mim mesmo que nunca mais veria um filme do Alexander Payne mas cá estou, mestre em quebrar promessas. E em quebrar a cara. Pequena Grande Vida é um título muito mais apropriado pra porcaria que é Downsizing, um título até com um sentido duplo besta que não cabe mesmo nesse aqui.... Continue Reading →

33/365 DAWSON CITY: FROZEN TIME

Dawson City: Frozen Time provavelmente seja uma dos filmes mais importantes de todos os tempos, mesmo sendo um dos filmes mais estranhos e intrigantes de todos os tempos. Ou talvez por isso mesmo. Dawson City: Frozen Time é o legítimo filme de "found footage". Na vida real. E não é um filme de terror. O... Continue Reading →

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑