112/365 O INSULTO

Finalmente assisti O Insulto, o filme libanês que causou um rebuliço em Veneza ano passado e foi o candidato ao Oscar de filme não inglesa. O filme mostrou para mim o quanto eu conheço pouco do Oriente Médio. A gente só fica sabendo das guerras, dos conflitos religiosos, de como as cidades sempre foram lindas... Continue Reading →

Anúncios

111/365 THE LAST MOVIE STAR

Pensa algum momento na sua vida que você fez a escolha errada e que, pensando em perspectiva, essa escolha acabou dando rumo à sua história. Esse é basicamente o mote de The Last Movie Star. No início de sua carreira, Burt Reynolds começou a aparecer em filmes causando uma certa admiração em seus pares. Aos... Continue Reading →

110/365 EM PEDAÇOS

Sempre que eu vou ao cinema sozinho em sinto culpa. Meu psiquiatra disse que isso é a depressão. Mas eu sinto culpa por estar ali dentro de uma sala viajando, fazendo uma das coisas que eu mais gosto de fazer na vida, enquanto, por exemplo, minha filha pode estar no mesmo momento sofrendo um acidente... Continue Reading →

109/365 OS FANTASMAS DE ISMAEL

Imagina a minha excitação com O Fantasma de Ismael: o filme abriu o Festival de Cannes de 2017, dirigido pelo competente Arnaud Desplechin e o elenco é só encabeçado por Mathieu Amalric, Marion Cotillard, Charlotte Gainsbourg e Louis Garrel. Mas olha, que decepção. O filme começa bem, com a história de Ismael, um cineasta e seus problemas, aqui... Continue Reading →

108/365 SUBMERSÃO

Ah como eu amo o Wim Wenders. E depois de alguns filmes quase, finalmente um filme bem legal dele. E apesar de uns poucos pesares e da Alicia Vikander! Submersão é um romance, com um viés político engajado, o que acaba super funcionando. O filme conta a história de um homem e uma mulher que... Continue Reading →

107/365 THE ASHRAM

Tava com esse filme em mãos mas meio desanimado. Depois de assistir Wild Wild Country resolvi dar uma chance a esse drama, que se vende como uma fantasia onde um americano, cético até o último fio de cabelo, vai para os cafundós do Himalaia procurar a namorada, com quem brigou e que sumiu depois que... Continue Reading →

103/365 FIDELIDADE SEM LIMITE

Fidelidade Sem Limite é um filme belga bacaninha, a indicação do país à vaga de filme de língua não inglesa no Oscar. Assisti por isso, mas principalmente porque eu assisto qualquer coisa com a Adèle Exarchopoulos e principalmente com o Deus belga Mathias Schoenaerts. No filme, ela é Bibi, uma mulher de uma família rica... Continue Reading →

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑