189/365 HOMEM ARANHA: DE VOLTA AO LAR

Vamos começar do começo: esse novo Homem Aranha: De Volta Ao Lar é bem divertido, um ótimo filme pra adolescente.

E isso não é um demérito, muito pelo contrário.

O filme conta a história de um adolescente de 14 anos (tá, vivido por um ator de 22) em 2017.

E o início do filme mostra como esse adolescente hoje em dia vê o mundo, ou seja através de selfies e vídeos rápidos de snapchats. Só que com um detalhe: o adolescente é um super herói fodão pra caralho e alguns vídeos são feitos no meio de uma guerra animal onde ele grava e volta pra batalha e grava de novo.

Esse início dá o tom do filme que vem por aí, um filme ágil, cool, cheio de referências, divertido, com um bom humor besta e até a hora que Peter Parker se mostra o super herói é quando alguns de seus amigos de escola quase… Bom, sem spoilers.

Isso dito, tenho que expressar meu amor  pelo primeiro Homem-Aranha, dirigido por Sam Raimi em 2002, com Tobey Maguire (então com 27 anos fazendo o moleque de 14). A cena que ele, sozinho no quarto, descobre as teias e fica todo melecado e enrolado e se suja inteiro, na maior referência e melhor metáfora ao primeiro orgasmo na masturbação de um adolescente do cinema americano.

Voltando ao Aranha do inglês Tom Holland, o ator é bom. Tem cara de moleque, é bem imberbe, fala rápido, tem a vibe de moleque e, o melhor, é um bom ator.

Ele tem a tia bacana, não mostrou o tio morrendo, não mostrou ele sendo picado pela aranha radioativa.

Mas colocaram o Tony Stark como o mentor do moleque, o que é bacana por um lado porque o Stark é tudo menos um role model pra um adolescente. Apesar disso, o Stark fez uma roupa pro Aranha que parece uma Siri locona cheia de opções absurdas.

Agora as críticas.

Primeiro uma crítica às críticas ao filme.

Todo mundo vem falando que o vilão, vivido pelo ótimo Michael Keaton, é super humano, tem família e que ele tem uma “missão meio nobre” pra ter virado vilão. Descordo totalmente. O cara é um débil mental. E virou vilão porque é do mal e quer ganhar dinheiro e fim. Não, ele não tem uma missão nobre não, galera. A coisa lega é que mostrar a família dele mostra que hoje em dia, os caras estão ligados que ninguém é só do mal mesmo. Mas não queiram glorificar o personagem.

Agora 2 críticas ao filme.

Nem sou um fã die hard do herói, mas senti falta do sentido de aranha do herói, que poderia ter sido muito bem usado em pelo menos uma situação pivotal do filme.

Outra: tem um furo no roteiro imperdoável pra mim quando bem no fim acontece um “probleminha” com o avião do Homem de Ferro, o que mostra que, no final das contas, o Tony Stark nem é tão poderoso assim. Achei imperdoável.

Fora isso, claro que a história é boa, roteiro é bom, vai e vem e volta, tudo muito amarradinho por 6 roteiristas dos melhores de Hollywood, com um plot twist animal, pelo menos pra mim que não conhecia a história original dos quadrinhos.

Eu fiquei também um pouco assustado com o que tem de merchandisng no filme. A marca é da Sony, que se juntou à Marvel finalmente, e o que tem de computador e celular e logo pelo filme dá até medo. Só perdem pra Audi que deve ter pago uma bolada pra estar lá.

Antes de terminar, só queria falar do meu ídolo Donald Glover, o grande Childish Gambino, faz um outro bandido de bom coração. E ele lá mostra o quanto o rapper e ator do fodaço Atlanta tá com moral em Hollywood.

 

Anúncios

One thought on “189/365 HOMEM ARANHA: DE VOLTA AO LAR

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: