38/365 O AMANHÃ

Um belo dum soco no estômago, O Amanhã é daqueles filmes que vai preparando o espectador pra alguma coisa que ele já sabe que vai acontecer só que quando acontece parece que é sempre inesperado.

No interior de uma Suécia fria e quase inóspita, um adolescente volta pra casa de seu pai e seu irmão mais novo depois de 2 anos numa prisão. Ele deve ter no máximo uns 17 anos nesse momento, então calculamos que ele tenha cometido tal crime aos 14 ou 15 anos de idade.

Só que diferente do abraço acalorado do pai, seu irmão mais novo já faz piada com os banhos e o sabonete que teria caído no chão.

Na escola ele já não é tão bem vindo e bem recebido assim e descobre que seu crime não foi esquecido e ele não foi perdoado.

Alunos o tratam mal, outros saem da sala de aula quando ele entra, outro derruba seu almoço na cafeteria.

E a gente não sabe o que aconteceu, mas o diretor vai aos poucos, bem devagar, nos dando pequenas pistas de que a coisa não foi pouca mesmo.

E o espectador embarca nessa e vai sofrendo e se agoniando e o filme não melhora em sua função dramática e a descida é para um inferno de sentimentos e ações e reações pouco vista ultimamente.

Além de tudo, o poster original do filme é das coisas mais incômodas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: