O Rei Arthur do Guy Ritchie.

E lá vem de novo o ex da Madonna Guy Ritchie fazendo mais um filme modernoso.

E isso nem é uma crítica, gosto dos filmes do cara, só acho que ele quer aparecer demais.

Em seu novo filme, Guy Ritchie recria a vida do Rei Arthur como um órfão no século V, criado nas ruas por 3 prostitutas. Imagino que ele se torne bem espertão e malandrão e use isso pra pegar Excalibur.

Que é quando interessa porque ao crescer, Arthur é vivido pelo melhor de todos Charlie Hunnam.

De Hamlet de “Sons of Anarchy” direto para a nobreza britânica.

king-arthur-ew-1374-cover

Não temos ainda o trailer do filme, mas se liga nas fotos que saíram essa semana do cara.

Charlie-Hunnam-King-Arthur-1374-06 King-Arthur-Charlie-Hunnam-1374-01 king-arthur-charlie-hunnam-1374-03 King-Arthur-Charlie-Hunnam-1374-05 King-Arthur-Charlie-Hunnam-1374-09

Pega na minha Excalibur e balança? Muita grosseria?

Eu sou Cait.

Eu tenho cada vez mais certeza que existem pessoas nessa vida que servem de “escada” pra outras.

“Escada” é o termo usado pra ator coadjuvante que prepara a piada que o ator principal vai fazer. Numa outra explicação tosca é o levantador de um time de volley que joga a bola certinha na mão do cara que vai cortar.

Tendo isso em mente, acho que descobri a função da Kim Kardashian e de todo seu “legado” midiático: ela é a escada da Caitlyn Jenner.

Domingo agora estreou no E! o reality show “I Am Cait” onde o padrasto da Kim se apresenta como a mulher que sempre quis ser (em suas próprias palavras) Caitlyn Jenner.

Uns bons meses atrás o ainda Bruce Jenner deu uma entrevista bem boa a Barbara Walters contando finalmente que estava sim transicionando para mulher. Essa entrevista foi a última aparição do ex-campeão olímpico apareceu na televisão.

Tempos depois Caitlyn apareceu em imagens de uma sessão de fotos para a capa da Vanity Fair e o auê foi grande. Tão grande que no mesmo dia ela entrou no twitter e bateu o recorde do Obama conseguindo 1 milhão de seguidores em menos de 5 horas.

E pior ainda: o casal Kim e Kanye anunciou que esperavam o segundo filho e a notícia passou quase desapercebida.

Assisti o primeiro episódio de “I Am Cait” com os 2 pés atrás, achando que seria mais um spin off dos Kardashians e pra minha felicidade me enganei redondamente. Caitlyn mostra a que veio, fala sobre assuntos relevantes hoje em dia para as pessoas trans, fala de homofobia, transfobia, amor, aceitação, vai visitar a família de uma trans de 14 anos que se suicidou e solta balões em sua homenagem.

Claro que tudo é bem dirigido, bem editado.

Sua mãe e suas irmãs a visitam pela primeira vez e a emoção aflora e a gente vê isso.

Suas filhas a visitam pela primeira vez e se emocionam e ficam “chocadas” com o corpo de Cait e com o cabelo e como ela é bem vestida, claro.

Mas os problemas mostrados na série são infinitamente mais relevantes e menos vazios que os das Kardashian. Quando Kim olha o closet de Cait e fala de roupas feias é um átimo de cena que quase passa despercebida mas que na verdade eu acho que é pra mostrar o quanto lá é isso e aqui não é.

Vou continuar assistindo os próximos episódios pra ver se eu não me equivoquei nesse texto mas duvido que as coisas mudem.

Um atleta olímpico, símbolo do macho americano, pai de um monte de filhos de vários casamentos contar pra mãe de 80 anos de idade que desde sempre quis ser  mulher e só agora no ocaso de sua vida é que conseguiu, é lindo e profundo demais.

Afinal, obrigado Kim Kardashian e sua sex tape, e seus escândalos toscos, e sua vidinha mais tosca ainda por colocar em foco essa grande mulher que é Caitlyn.

Recomendo.

Saiu o trailer de “Narcos”, a série da Netflix sobre Pablo Escobar.

Bahm!

Screen Shot 2015-07-15 at 12.12.34 PM

Eis que chega o trailer de “Narcos”, mais um série produzida pela Netflix, dirigida pela brasileiro José Padilha e estrelada por Wagner Moura fazendo o papel do criador do Cartel de Medellin, o colombiano Pablo Escobar.

Além deles a série ainda tem o americano Boyd Holbrook e Pedro Pascal, um dos nossos preferidos de “Game Of Thrones”.

Como tudo da Netflix, “Narcos” estreia dia 28 de agosto com todos os episódios no ar de uma vez.

“O Segredo de seus Olhos” refilmado com Julia Roberts e a Nicole Kidman.

Todo mundo sabe que americano não lê legendas.

Então quando um filme é bom, com potencial, os caras compram e refilmam por lá em inglês pro grande público poder assistir.

Mais uma bizarrice do país do Tio Sam.

Desta vez refizeram o grande argentino “O Segredo de seus Olhos”, vencedor do Oscar de filme estrangeiro em 2009.

A grande coisa desta refilmagem é terem colocado lado a lado Julia Roberts e Nicole Kidman.

E pra completar a trinca, o fodão Chiwetel Ejiofor.

Pra quem não se lembra, o o original argentino tem uma das melhores sequências da história do cinema dentro de um estádio de futebol. Pelo trailer vemos que o foco saiu do investigador pra mãe da menina.

Tô doido pra ver o novo.

Casas de diretores famosos.

O designer Federico Babina criou o projeto Archidirector onde cria casas de diretores famosos baseados em sua obra fílmica.

A lista de casas vai de Tim Burton a George Lucas passando por Wes Anderson e Ridley Scott, Kubrick, David Lynch, Jacques Tati, Fellini, Charles Chaplin, Hitchcock, Zhang Yimou, Aki Kaurismaki, Bergman, Win Wenders, Jarmusch, Blake Edwards, Irmãos Coen.

Lindo.

anderson bergman burton chaplin coen edwards fellini gondry hitchcock jarmusch kaurismaki kubrick kusturica lucas lynch scott tati wenders yimou Continuar a ler

Jai Courtney, o novo queridinho de Hollywood.

O australiano Jai Courtney ao que parece virou o novo queridinho de Hollywood.

Depois de filmar com Bruce Willis, Angelina Jolie, Russell Crowe, fazer os filme de “Insurgente”, o cara caiu nas graças do povo e vai voar alto no novo “Exterminador do Futuro”.

Preparem-se.

img-jai-courtney_13253530145 (1) img-jai-courtney_132709633443 (1)

img-jai-courtney_132550559882 (1)

Netflix arrasando mais uma vez. Agora com a Valesca.

Nada foi mais importante ultimamente pra indústria de cinema e tv que o Netflix. Tanto que hoje a indústria toda tá indo atrás dos caras, só que sempre atrás mesmo.

Os caras são tão absurdos que vão ter um carro na parada gay de São Paulo com atrizes do “Orange Is The New Black”, obviamente que pra promover a estreia da terceira temporada dia 12 de junho, mas poderiam ter trazido só pra umas entrevistas e ciao.

Nos últimos dias lançaram essa campanha:

orange

Teaser ótimo. E mais um.

orang

Eles anunciaram que quem viria pra parada era a Crazy Eyes, a Nicky, a Poussey. Daí já imaginei que fosse mais uma atriz que viria pra cá.

Só que hoje lançaram esse vídeo:

Os caras chamaram a Valesca, fizeram uma versão de “My pussy é o poder” e mudaram pra “My Poussey é o poder”.

E a Valesca vai estar no carro da parada com as atrizes. E com certeza vai ser bem legal.

Não, esse não é um post pago. Sou fã dos caras mesmo.

Bruce Jenner agora é Caitlyn.

O pai do famoso clã televisivo-pop das Kardashians.

O triatleta americano com ouro olímpico.

O pai dos playboys bonitões do The Hills.

Bruce Jenner já foi tudo isso e agora ele revela seu novo eu, Caitlyn, na capa da Vanity Fair.

bruce-caitlyn

Fotografado pela mais fodona Annie Leibovitz, Caitlyn aparece para o mundo sensual, linda e esperemos a revista pra ler o que mais.

Uns meses atrás ele deu uma entrevista enorme pra jornalista americana Diane Sawyer dizendo que logo o Bruce sairia de cena e ele seria de vez a mulher que sempre quis ser.

A entrevista é punk, melancólica e triste, o tempo todo ele diz que sempre soube que era uma mulher e sempre teve que esconder de todo mundo, menos de suas esposas. O que me deixou mais chocado foi que nenhuma das Kardashians apareceu no programa, apenas a Khloe. E seus filhos do primeiro casamento apareceram dando força ao pai. Fico pensando se a ex-esposa mãe da Kim odiou a ideia toda!

Aproveitando isso tudo, é uma boa hora pra indicar uma das melhores séries do ano passado, “Transparent”.

transparent

Produzida pela Amazon.com, “Transparent” conta uma história bem parecida com a de Bruce, a de um pai de família que “depois de velho” resolve mostrar o mundo que é uma mulher e assume de vez o lado feminino. Tem no Netflix, tem em torrent, é demais.

O tempo chegou e aqui está Caitlyn.

E ainda tem o vídeo do making of.